DOIS PONTOS EM COMUM ENTRE O SURF E A ALIMENTAÇÃO QUE VAIS QUERER SABER

03.06.2014

 

Na passada semana tive o prazer de dar um workshop sobre o tema "Pequenos-almoços e Snacks" aos atletas Contança Coutinho, Filipe Jervis, José Ferreira e às mais jovens promessas do surf português treinadas por Rodrigo Sousa e João Moisés com quem tenho uma parceria como consultora macrobiótica. 

Que estes atletas são verdadeiros talentos dentro de água já não é novidade mas esta foi uma oportunidade de desafiá-los a mostrar os seus talentos na cozinha e a verdade é que não desapontaram. 

 

A alimentação é muitas vezes descurada não só por parte dos atletas mas pela população em geral mas, a verdade é que esta é uma ferramenta fundamental para quem quer controlar o seu físico e emocional. Cozinhar as nossas próprias refeições é um verdadeiro acto de amor, é dizermos a nós mesmos e a quem cozinhamos que somos especiais, importantes, e que nos respeitamos ao ponto de realmente nos preocuparmos com aquilo que ingerimos, afinal esses alimentos vão ser parte de nós e todos nós queremos ser saudáveis e felizes, certo? Então comecem a encher as vossas cozinhas de alimentos frescos, naturais e vibrantes e cozinhem-nos com respeito, esta será a vossa declaração de amor a vós próprios e o ponto de partida para se tornarem mais felizes e irradiarem essa felicidade a quem vos rodeia. 

 

Cozinhar e surfar têm muito mais em comum do que aparentam à primeira vista. Tal como não nunca iremos surfar duas ondas iguais, na cozinha também nunca conseguiremos reproduzir dois pratos realmente iguais, podemos fazer uma reprodução semelhante mesmo seguindo à risca uma receita sem mudar quaisquer ingredientes ou quantidades mas, a energia que se põe em cada prato é sempre diferente e a energia com a qual cozinhamos também irá influenciar o resultado final. O mar funciona sob os mesmos princípios, cada onda tem uma carga energética distinta e por muitas ondas que surfem vocês sabem que nunca irão surfar duas ondas iguais. 

Sabem quando surfam aquela onda que vos deixa em extâse, que vos faz querer mais e vos deixa com um sorriso nos lábios que mais ninguém compreende? Quando pegamos em alimentos naturais e criamos algo delicioso a partir do zero a sensação é um pouco como surfar essa onda, e quando nos entregamos e o resultado não é o que esperamos, a desilusão e a vontade de fechar a porta da cozinha e encomendar uma pizza é semelhante à sensação de quando entramos no mar e por muito que nos esforcemos, o nosso surf simplesmente não flui e só pensamos que mais valia termos ficado em casa mas, a verdade é que tal como depressa nos esquecemos dessa surfada ingrata e voltamos a mergulhar num qualquer mar que nos dá essa sensação de liberdade também depressa conseguimos voltar a abrir a porta dessa divisão da nossa casa onde toda uma magia de transformação acontece e à qual damos o nome de cozinha.

 

 

Last week I had the pleasure of giving a workshop on the theme" Breakfasts and Snacks " to athletes Constança Coutinho, Filipe Jervis, José Ferreira and the young promises of Portuguese surf trained by Rodrigo Sousa and João Moisés with whom I have a partnership as a macrobiotic counselor. 

That these athletes are true talents in the water is no longer something new but this was an opportunity to challenge them to show their talents in the kitchen and the truth is they did not disappoint.

 

What and how we eat is a subject often neglected not only by athletes but by the general population but the truth is that this is an essential tool for anyone who wants to track their physical and emotional health. Cooking our own meals is a true act of love, is a way to tell ourselves and to those we cook to we are special, important, and that we respect ourselves to the point of actually worrying about what we eat, after all these foods will be part of us and we all want to be healthy and happy, right? Then start filling your kitchen with fresh, natural and vibrant foods and cook them with respect, this is your declaration of love to yourself and the starting point to become happier and radiate that happiness to those around you .

 

Cooking and surfing have much more in common than it seems at first sight. As we will never surf two same waves, in the kitchen we will never be able to reproduce two exacly same dishes. We can make a similar reproduction even if we stick to a recipe without changing any ingredients or amounts but, the energy that is put into each dish is always different and the energy with which we cook will also influence the final result. The ocean works under the same principles, each wave has a distinct energy charge and as many waves as you surf you know you will never surf to exacly same waves. 

You know when you surf a wave that leaves you in ecstasy, that makes you want more and leaves you with a smile on your face that no one else understands? When we cook with natural foods and create something delicious from scratch it feels a bit like surfing that wave, and when we give it all and the result is not what we expect, the disillusionment and willingness to close the kitchen door and order a pizza is similar to that feeling when we get in the water and as hard as we try, our surf just does not flow and we just think we should have stayed home but, the truth is that as soon as we forget this thankless surf and came back to dive in an ocean that gives us that sense of freedom, we can also quickly reopen the door to that room in our homes where an entire magic transformation happens and to which we give the name of kitchen.

 

 

 

 

 

Sei que para muitas pessoas os pequenos-almoços são como que um ritual onde o pão e as tostas com queijo são Reis mas, na verdade há tantos alimentos que podemos incluir nesta primeira refeição do dia que porque não começar a explorar novas hipóteses e darmos espaço para nos apercebermos de como estas mudanças podem influenciar o nosso estado físico e emocional? 

Imaginem começar o dia com uma refeição que vos irá deixar energizados e prontos para o dia com um sorriso nos lábios, e que esta refeição é totalmente preenchida de alimentos naturais e da época, sem inclusão de alimentos processados ou com ingredientes cujo nome não conseguem pronunciar, não vos parece bem? 

E porque todos sabemos que após uma surfada ou durante uma tarde de trabalho a fome pode apertar, o melhor é terem sempre por perto snacks saudáveis para não cometerem o erro de irem a correr para o café mais próximo comer um bolo ou a tosta da "praxe". 

A preparação de alguns snacks poderão tornar-se num "trabalho sujo" mas alguém tem de o fazer, não é verdade Zé? 

 

I know that for many people breakfasts are like a ritual where bread and cheese toast are a must but, in fact there are so many foods that we can include in this first meal of the day so why not start exploring new flavours and give ourselves same space and time to understand how these changes can influence our physical and emotional state?

Imagine starting the day with a meal that leaves you energized and ready for the day with a smile on you face, and that this meal is completely full of natural and in season foods, and that in this meal there is no processed foods or ingredients whose name you can't pronounce, doesn't it feel right?

And because we all know that after surfing or during an afternoon at work hunger always shows up, is best to always have healthy snacks around so you're not tempt to rush to the nearest cafe and eat a cake or  the "famous" cheese toast. 

Snacks preparation can turn into a "dirty job" but someone has to do it, isn't that right Zé ?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se por esta altura já estiverem de água na boca e curiosos por saber o que estes atletas aprenderam neste workshop então podem começar a visualizar as vossas manhãs a começar da melhor forma pois este workshop vai estar aberto a quem, tal como estes atletas, quer começar o dia da forma mais natural, saudável e deliciosa. 

O próximo workshop vai ser já no dia 22 de Junho na Guincho Surf House na Malveira e eu adorava ver-vos lá. Para inscrições ou informações poderão contactar-me através do mail: macroinandyoung@gmail.com

 

If by now you are mouth watering and curious to know what these athletes have learned in this workshop, you can start visualizing your mornings starting in the most amazing way because this workshop will be open to anyone, as these athletes, wants to start the day in the most natural, healthy and delicious way possible. 

 

The next workshop will be on 22 June at Guincho Surf House in Malveira and I would love to see you there. For registration or information contact me via email: macroinandyoung@gmail.com

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DICAS PARA UMA VIDA FELIZ E SAUDÁVEL

CUIDAR DE MIM

#1 
GRATIDÃO

Todos os dias, antes de deitar, reflecte nos aspectos da tua vida pelo qual estás grata. Vais ver que por mais dificil que sejam os momentos pelos quais possas estar a passar há sempre coisas boas e deves sentir-te grata por elas. Cultiva essa sensação de gratidão todos os dias e vais ver como inúmeras e maravilhosas possibilidades surgirão. 

 

#2
NÃO TE COMPARES AOS OUTROS
 Todos somos diferentes, únicas e perfeitas nas nossas imperfeições. Abraça-as pois são elas que te tornam única e especial.

#3
MOVE O CORPO LOGO PELA MANHÃ

Cuidar de mim logo pela manhã vai ser o teu novo mantra. Encontra uma actividade física que te mova e que possas fazer logo pela manhã. Fazê-lo logo ao ínicio do dia vai dar-te um boost para que agarres o dia com uma nova energia e maior confiança.

NA COZINHA

#1 
PROGRAMA

Programa as tuas refeições para a semana e cozinha alguns alimentos como cereais integrais e leguminosas. Assim, será mais fácil e rápido preparares uma refeição deliciosa após um dia de trabalho

 

#2
TROCA 

Reduz o sal usando e abusando de ervas aromáticas. Além de darem um sabor delicioso aos pratos dá-lhes um toque de frescura.

 

#3
ANTECIPA

Prepara o teu pequeno almoço de véspera. Assim, sabes que terás algo delicioso para nutrir o teu corpo logo pela manhã.

Sandra Mesquita

GOSTASTE DESTE POST? ENTÃO ESPREITA ESTES TAMBÉM.

Please reload