COMO TORNARES A ALIMENTAÇÃO NUM ALIADO CONTRA O STRESS

03.11.2017

 

 

 

 

Stress parece ser a palavra de ordem nos dias de hoje. 

A pressão e um estilo de vida agitado onde estamos constantemente a ser puxados aos nossos limites coloca-nos muitas vezes em situações de stress que, quando controladas, são naturais e até benéficas pois fazem-nos reagir e avançar, no entanto o stress prolongado tem efeitos nocivos para o nosso organismo e para a nossa saúde emocional.

 

 

MAS AFINAL O QUE É O STRESS?

 

O stress é uma reação de adaptação do nosso corpo face a uma situação e todos nós estamos expostos a stress ao longo da vida.

Na realidade o stress pode ser um aliado quando nos influência de forma positiva e o encaramos como um estímulo à mudança, um empurrão na direção para uma vida mais plena e de acordo com a nossa esssência, porém quando nos influência de uma forma negativa pode tornar-nos em pessoas demasiado desconfiadas, irritadas e ansiosas o que por sua vez pode dar origem a problemas de saúde e até mesmo distrúrbios alimentares.

 

Eu própria, durante o tempo em que fui empresária e dona de uma loja, vivi em stress constante. Durante 9 anos senti esta pressão enorme de mostrar o meu valor, de ser a melhor no meu ramo e mostrar do que era capaz, e quando não conseguia concretizar algo a minha autoestima ia literalmente pelo cano abaixo a par com a minha energia e humor. Vivi durante muito tempo em esforço, em stress constante e em negação da minha essência mais profunda. Nos momentos em que a minha vida era isenta de prazer e de bem-estar refugiava-me na alimentação para preencher esse vazio e os alimentos que a minha mente pedia eram sempre os mesmos, açúcar, açúcar, açúcar! Foram tempos em que vivi um ciclo vicioso de onde foi difícil de sair, mas nada é impossível e todos nós temos a capacidade de mudar o rumo das nossas vidas e viver uma vida plena e livre de stress com a ajuda da alimentação e um estilo de vida saudável.

 

 

QUANDO A NOSSA FOME FISIOLÓGICA SE CONFUNDE COM FOME EMOCIONAL 

 

 

Quando enfrentamos uma situação de stress o nosso cérebro reage numa espécie de resposta em cadeia acabando por enviar uma mensagem às nossas glandulas supra-renais que libertam várias hormonas responsáveis pela reação ao stress.

 

Uma dessas hormonas, o cortisol, tem como funções auxiliar o nosso organismo a controlar o stress e manter os níveis de açúcar no sangue estáveis bem como a pressão arterial, no entanto quando em níveis elevados no organismo acaba por levar a um desiquilíbrio do nosso sistema interno provocando o aumento da pressão sanguínea e dos níveis de açúcar no sangue, uma perda de magnésio, interferindo também na síntese de dopamina e serotonina. Neste processo, e devido à perda de magnésio das nossas células através da urina, acabamos por experiênciar sintomas de cansaço, ansiedade, depressão, dores de cabeça, problemas digestivos e alterações do apetite que tanto podem passar por uma perda do apetite como por uma aumento do mesmo.

 

Estes distúrbios do apetite têm também uma relação directa com o defíce de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de prazer que fica em défice durante este processo. Há uma alteração do nosso apetite e uma busca de conforto e prazer nos alimentos e os que tiverem uma maior concentração de açúcar simples são por norma os mais apetecidos. Porquê? Porque estes açúcares simples ajudam na produção de serotonina e consequentemente dão-nos uma sensação de prazer e bem-estar.

 

Quantos de nós não passámos já por momentos em que sentimos uma necessidade subita de comer algo doce, decadente até. Algo que ao sentirmos tocar nos nossos lábios, na nossa língua e ao o saborearmos nos transportou automáticamente a um estado de calma? Mas estariamos nós mesmo com fome? Provávelmente não. 

 

Termos a capacidade de perceber e distinguir a fome fisiológica da fome emocional é o primeiro passo para tratarmos estes distúrbios alimentares associados ao stress, mas a alimentação tem ainda um papel ainda mais profundo neste processo.

 

 

ALIMENTAÇÃO ANTI-STRESS

 

A alimentação tem um grande poder no nosso corpo e na nossa mente. Uma alimentação equilibrada e que auxilie ao bom funcionamento do nosso organismo passa por eliminar alimentos responsáveis por "stress nutricional" tais como alimentos com alto teor de açúcar, sal, refinados e processados. 

Fazer uma alimentação que auxilie o nosso corpo a encontrar o equilíbrio interno passa por incluir alimentos naturais, tais como:

 

CEREAIS INTEGRAIS

Os cereais integrais tais como arroz integral e millet auxiliam a energia do nosso sitema digestivo. São fontes de magnésio e hidratos de carbono complexos de absorção lenta que irão ajudar o nosso corpo a manter os níveis de glicose estáveis ao longo do dia reflectindo-se no nosso lado emocional conferindo-nos uma energia mais estável.

 

LEGUMINOSAS

Leguminosas como grão-de-bico, feijões e lentilhas são fontes de proteína importantes para nos manter saciados. Auxiliam a energia do nosso sitema digestivo e também dos nossos rins. 

 

VEGETAIS DE FOLHA VERDES

Os vegetais de folha verdes são uma fonte de clorofila auxiliando a desintoxicação do fígado que tende a ficar sobrecarregado neste processo. São ricas em vitaminas e minerais tais como cálcio, vitamina C e magnésio.

 

SEMENTES 

As sementes de sésamo, abóbora e girassól são fontes de proteína e minerais como magnésio. Podem ser consumidas tostadas como acompanhamento das refeições sobre os cereais, vegetais ou saladas.

 

GORDURAS

Azeite extra virgem de 1ª pressão a frio e óleo de sésamo são boas fontes de gordura que auxiliam ao bom funcionamento do nosso organismo. São fundamentas para a saúde do nosso cérebro e sistema cardiovascular.

 

FERMENTADOS

A ingestão de produtos fermentados como chocrute, miso e umeboshi são extremamente benéficos para auxiliar a flora intestinal que fica desiquilibrada aquando o consumo de alimentos refinados, processados e açúcares simples. São probióticos que que ajudam à digestão, absorção de nutrientes e à regularização do trânsito intestinal.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              

Estes são alguns alimentos que te poderão ajudar a criar mais harmonia e vitalidade. Um estilo de vida saudável onde incluas actividades físicas de intensidade moderada e práticas como meditação, têm um impacto bastante positivo e benéfico para a saúde do teu corpo num todo. 

Se sentes que precisas de ajuda e queres viver uma vida mais plena e com mais saúde sabe mais sobre as sessões de aconselhamento alimentar aqui.

 

Podes também encontrar uma bebida que auxilia o bom funcionamento do nosso organismo e tem efeitos muito benéficos em casos de stress aqui.

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DICAS PARA UMA VIDA FELIZ E SAUDÁVEL

CUIDAR DE MIM

#1 
GRATIDÃO

Todos os dias, antes de deitar, reflecte nos aspectos da tua vida pelo qual estás grata. Vais ver que por mais dificil que sejam os momentos pelos quais possas estar a passar há sempre coisas boas e deves sentir-te grata por elas. Cultiva essa sensação de gratidão todos os dias e vais ver como inúmeras e maravilhosas possibilidades surgirão. 

 

#2
NÃO TE COMPARES AOS OUTROS
 Todos somos diferentes, únicas e perfeitas nas nossas imperfeições. Abraça-as pois são elas que te tornam única e especial.

#3
MOVE O CORPO LOGO PELA MANHÃ

Cuidar de mim logo pela manhã vai ser o teu novo mantra. Encontra uma actividade física que te mova e que possas fazer logo pela manhã. Fazê-lo logo ao ínicio do dia vai dar-te um boost para que agarres o dia com uma nova energia e maior confiança.

NA COZINHA

#1 
PROGRAMA

Programa as tuas refeições para a semana e cozinha alguns alimentos como cereais integrais e leguminosas. Assim, será mais fácil e rápido preparares uma refeição deliciosa após um dia de trabalho

 

#2
TROCA 

Reduz o sal usando e abusando de ervas aromáticas. Além de darem um sabor delicioso aos pratos dá-lhes um toque de frescura.

 

#3
ANTECIPA

Prepara o teu pequeno almoço de véspera. Assim, sabes que terás algo delicioso para nutrir o teu corpo logo pela manhã.

Sandra Mesquita

GOSTASTE DESTE POST? ENTÃO ESPREITA ESTES TAMBÉM.

Please reload